placa-saida-de-emergencia_iZ15XvZxXpZ1XfZ86820841-215421703-1.jpgXsZ86820841xIM
Produção

Sua Responsabilidade

Lucas 12:48 – Mas aquele que não a conhece e pratica coisas merecedoras de castigo, receberá poucos açoites. A quem muito foi dado, muito será exigido; e a quem muito foi confiado, muito mais será pedido.

É muito difícil olhar os eventos que aconteceram no domingo passado em Santa Maria e tentar achar algo positivo dessa triste tragédia. Sem duvida, dá coragem e consolo ver manifestações de solidariedade e suporte vindo de todos os cantos do país, através de notas no facebook, twitter e na mídia em geral.

Depois da tragédia do domingo passado em Santa Maria, uma outra conversa tomou conta das redes sociais e mídia sobre a responsabilidade que organizações tem de criar e manter prédios e estabelecimentos onde grandes grupos se reúnem regularmente para que sejam lugares seguros para todos e preparados para situações difíceis todo o tempo.

Nas igrejas temos que fazer a nossa parte e assumir nossa responsabilidade pela segurança de todos que vem louvar, adorar, aprender e crescer espiritualmente todas as semanas. Não é apenas nossa responsabilidade, mas nosso dever de viver os princípios bíblicos que acreditamos e pregamos a todos

Marcos 13:34 – É como um homem que sai de viagem. Ele deixa sua casa, encarrega de tarefas cada um dos seus servos e ordena ao porteiro que vigie.

Muitas vezes não prestamos muita atenção a esta necessidade, até que algo sério e danoso, como o que aconteceu em Santa Maria, provoque em nós uma reflexão mais profunda, nos levando a analisar e entender  a realidade do real estado físico de nossos templos e salas de reuniões.

“Se algo semelhante acontecesse em minha igreja, será que estaríamos preparados para tomar todas a providências necessárias ao ponto de minimizar os danos nas pessoas ao mínimo possível?” Fogos de artifício dentro de um prédio não é a única forma de causar incêndio, mas coisas simples como curto circuito na fiação elétrica, ou sobrecarga na rede elétrica, equipamento eletrônico sem manutenção podem causar os mesmos danos vistos domingo passado.

Gálatas 6:5 – pois cada um deverá levar a própria carga

Na realidade, lendo este blog, eu acredito que alguns de vocês devem estar imaginando uma ou mais destas opções abaixo:
1. Minha igreja não é grande o suficiente para eu me preocupar com este tipo de problema.
2. Não e necessário me preocupar, isto nunca vai acontecer conosco.
3. Muito trabalho, outra pessoa na igreja deveria se preocupar com isto.
4. Somos uma igreja, Deus nunca deixaria algo acontecer conosco (meu favorito)

Depois de mais de dez anos trabalhando com equipamentos eletrônicos e elétricos, aprendi boas práticas que me ajudaram a prevenir surpresas desagradáveis e, também, a diagnosticar mais rápido defeitos no sistema que me guiou a soluções de problemas futuros.

Temos que compreender este assunto em dois planos:
1. Plano de prevenção
2. Plano de emergência e evacuação.

1. Plano de Prevenção

::Eletricidade::
Certifique-se que todas as novas instalações de seu templo foram feitas de maneira correta e que tudo segue as normas e códigos ditados pelos organismos de governo responsáveis por prédios e construções.

– Em casos de prédios já existentes por anos e com instalações antigas, sugiro que faça uma revisão nas instalações elétricas. Isto poderá levar algumas horas e eu recomendo que seja feito por um eletricista de confiança. Qualquer recomendação que leve à modificação ou atualização como resultado da inspeção, que seja feita o mais rápido possível.
– Crie um log de todas as visitas feitas pelo eletricista e suas atividades durante a visita. Tome providência quando necessário e recomendado, e mantenha qualquer atualização arquivada no log (registros).
– Mantenha uma copia do LOG destas atividades em um lugar fora do templo que seja seguro e ao mesmo tempo fácil de achar. Em caso de um incidente, estas informações serão importantes para avaliar a causa do problema, e ao mesmo tempo proteger a organização de ser acusada de negligência durante um possível processo de apuração do caso.
– Dependendo do lugar e situação, órgãos do governo fazem inspeções regulares, mas não dependa das inspeções para fazer do seu estabelecimento um lugar seguro para se reunir. É sua responsabilidade manter seu estabelecimento de acordo com as normas requeridas pelo seu governo local. Os procedimentos sugeridos acima, são de ordem  interna e considerada de iniciativa própria. Crie o hábito de realizar inspeções como esta, pelo menos uma vez por ano.

::Palco e Iluminação::

images1– Nao abuse da eletricidade. Muitos equipamentos conectados no mesmo circuito elétrico podem causar incêndio. Hoje em dia é muito comum templos terem no palco amplificadores de som, equipamento de iluminação,entre outros. Sobrecarga de eletricidade pode ser perigoso. Umas das melhores maneiras de evitar problemas é separando os circuitos de eletricidade. Um para som, outro para iluminação e outro para projeção. Dessa maneira diminuiem-se os riscos, e também se reduz drasticamente a possibilidade de gerar interferências: microfonia, baixa voltagem em equipamentos, o que pode causar danos e falhas no funcionamento, etc.
– Antes de deixar o prédio, tenha certeza que todos os equipamentos foram desligados do modo apropriado.
images– Iluminação em barras de aço/ferro instaladas no teto devem usar cabos de segurança (figura-esquerda).
– Iluminação em barras de aço/ferro instaladas no teto devem ser aprovadas pela empresa de construção ou arquiteto, para que seja certificado que o peso do equipamento será suportado pela infra estrutura do prédio.
– Evite usar extensão elétrica em Iluminação de palco. De preferência e sempre que possível, use fiação feita especialmente para Iluminação de palco.

2. Plano de Emergência e Evacuação

::Comunicação/Sinais/Treinamento::
– Identifique claramente as portas de saída. Use sinais com letras grandes e legíveis, possíveis de serem vistas à distância.
– Em prédios com mais de 2 andares, use mapas que identifiquem todas as portas de saída do prédio.
– Treine todos os voluntários no que fazer em caso de emergência, principalmente voluntários do departamento de crianças. Eles precisam saber e praticar como evacuar o prédio e seguramente tirar todas as crianças das salas. Quanto mais pessoas treinadas nesse processo melhor será o resultado em caso algo aconteça.
– O pastor deve ser o líder deste processo. Esteja sempre preparado para lidar com situações de emergência. Será seu trabalho acalmar as pessoas e direcioná-las a um lugar seguro.

É recomendado que se ofereça treinamento nestas áreas pelos menos uma vez por ano. Quanto maior a igreja, maior a responsabilidade. De qualquer maneira, toda igreja, seja qual for o tamanho, deve se interessar mais por este assunto e manter boas práticas de segurança.

Aqui em nossa igreja, temos uma equipe dedicada à segurança do prédio durante os cultos. Uma vez por ano, todos os voluntários do departamento de crianças são treinados, juntamente com as crianças. Elas também podem e devem fazer parte do processo e sabem que quando for necessário evacuar o prédio, farão sem causar tumulto e correria. No ano passado, o alarme de incêndio foi ativado durante um dos cultos. Aqui, nos Estados Unidos, é lei que uma vez que o alarme de incêndio é ativado, todos tem que evacuar o prédio primeiramente, antes de verificar o que esta acontecendo. Com a ajuda de voluntários treinados, todas as 250 crianças foram evacuadas do prédio em menos de 3 minutos. No final das contas, não era fogo, mas teia de aranha no sensor do detector de fumaça, o que criou uma nova rotina para a equipe que limpa o prédio, de regularmente limpar os detectores de fumaça.

 

2 Pedro 1:10 – Portanto, irmãos, empenhem-se ainda mais para consolidar o chamado e a eleição de vocês, pois se agirem dessa forma, jamais tropeçarão,

Eu espero que de alguma forma essas informações ajudem você e sua equipe na igreja a pensar em soluções para  prevenir desastres, como o que aconteceu em Santa Maria. Há uma boa chance de você nunca precisar evacuar as pessoas do templo, mas na remota chance de acontecer, você saberá que valeu a pena estar preparado.

Sobre o Autor

Joey Santos

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

  • ~text?txtsize=33&txt=350%C3%97250&w=350&h=250

Receba nossa Newsletter

Inscreva-se para receber ainda mais conteúdo no seu e-mail!

Threesome